Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.

Resenha: Sábado à noite

Depois de tanta ansiedade para conferir o livro “Sábado à Noite“, da Babi Dewet, finalmente consegui tê-lo em minhas mãos e devorar todas as páginas. E, claro, correr para o blog e fazer a resenha. Acho que estou viciando nisso, hein? hahaha.
Bom, comecei a ler o livro assim que terminei o “Depois dos Quinze – Quando tudo começou a mudar” da Bruna Vieira. Fiquei dois dias lendo “Sábado à Noite” e terminei nesta madrugada por volta das 5 horas. Enquanto não terminasse e não soubesse o final da história de Amanda e Daniel, eu não iria conseguir dormir em paz.
Sinopse: “Sábado à Noite” o primeiro livro de uma trilogia repleta de amor, música e amizade. Amanda é popular na escola e os amigos do seu amigo de infância são considerados os “marotos” do pedaço por desrespeitarem as regras. Tudo ao seu redor acaba desmoronando quando um amor mal resolvido volta à tona e a sua amizade é posta em prova. Se não bastasse, seu diretor resolve dar bailes aos sábados e uma misteriosa banda mascarada foi convocada pra tocar. Mas suas letras dizem tanto sobre ela… Afinal, quem são esses mascarados de Sábado à Noite?

Conheci o livro da Babi Dewet por acaso. Na verdade, nem lembro se foi alguma indicação ou se cheguei a ele através de uma fã de McFLY. Quando vi, já estava louca pelo livro e lá estava ele na listinha de presentes que queria de Natal – e que, felizmente, ganhei (valeu, mãe!).
O interesse pelo livro veio por dois motivos. O primeiro era porque, antes de ser publicado em uma editora e ser vendido por aí, SAN – abreviatura de “Sábado à Noite” – era uma fanfic. O segundo motivo – e acho que o mais forte, até – era a ligação do livro com a banda McFLY. Afinal, os personagens da trama eram os quatro rapazes da banda – que, aliás, sou super fã.
O livro é super gostoso e fácil de ler. Os capítulos são pequenos e, quando damos conta, já lemos uns dez. Ficava super ansiosa para conhecer o resto da história e até esquecia o horário. Enquanto estava lendo o livro, ficava até de madrugada acordada. Só me rendia e ia dormir quando me convencesse que Amanda, Daniel e todos os outros estavam bem. 
E acredito que essa é uma das coisas que nos prendem ao livro: parece que os personagens são, mesmo, nossos amigos. É como se nós só pudéssemos deixá-los – mesmo que por algumas horas – quando tudo estivesse bem para todos. Nós sentimos aquela vontade de aconselhar, de dizer o que está certo ou errado e até tentar abrir os olhos deles. E, claro: torcemos muito por eles. Principalmente para os casais se assumirem logo.
SAN é um livro que nos faz pensar sobre assuntos que estão a nossa volta: popularidade, amizade, amor, amigos de infância que deixamos de lado, dúvidas, inseguranças e, também, aquele momento que queremos mudar. É uma história que fala sobre o mundo da adolescência e, por isso, nos identificamos – e nos apaixonamos – tanto.
Babi Dewet trouxe tudo o que envolve essa fase em uma história que nos faz suspirar e rir ao mesmo tempo. É impossível não enxergar nos marotos – os quatro amigos que são os “perdedores” da escola – aquele amigo que faz piada de tudo ou, nas populares, aquelas meninas que só pensam em coisas fúteis. E é impossível, também, não ter uma relação de amor e ódio com os personagens – especialmente com os principais, né Amanda?
Eu fiquei apaixonada pela história e, claro, louca para ver (e logo!) a parte 2 nas livrarias. O livro é apaixonante e dá vontade de tornar os personagens reais. Principalmente a banda mascarada de Sábado à Noite. Afinal, que garota adolescente não ama um mistério – e uns caras com guitarras, bateria, microfone e canções lindas?
Avaliação:
Vale lembrar que a resenha se resume à minha opinião. Vocês podem expor o que acharam do livro aí nos comentários e até discordar do que eu disse do post. Desde que mantenham o respeito.
E vocês? Já leram ou querem ler “Sábado à Noite”? Conta pra gente!


PS: A resenha saiu no dia do aniversário da escritora do livro. Então, Babi, parabéns pra você! Muitos anos de vida, muito sucesso e muita inspiração para continuar escrevendo. Que venham muitos e muitos livros escritos por você. Desejo tudo de bom na sua vida e obrigada por nos trazer SAN! ♥ 

Compartilhe o post

6 comentários
  • Babi Dewet
    novembro 20, 2014

    ANOS depois e eu aqui respondendo o post!
    Sou meio lenta e não tinha lido – embora acompanhe seu blog /o
    Muito obrigada pela resenha e por dar sua opinião sobre SAN! Fiquei muito feliz de saber – e, inclusive, de receber meus parabéns assim, de forma fofa e pública! Obrigada mesmo <3

  • Isabela Fernandes
    Maio 15, 2013

    Fiquei louca pra comprar esse livro! Eu sou completamente viciada nesse tipo de história "colegial" e já quero ler essa :p

    amei a resenha, beijos (:

  • Jackiie Mayara
    dezembro 31, 2012

    Juh , adorei *–* nunca tinha olvido falar desse livro , mas agora ele já está na lista de livros que "preciso ler" !!

    Obs : To amando suas resenhas , você escreve muito bem ! Que venham mais O/

    Bjoos ;*

  • Caique Medeiros
    dezembro 30, 2012

    Opa Ju, que legal, gostei deve ser muito bom pra quem gosta desse tipo de gênero!

    http://www.caiquemedeiros.com/

  • Book Teen
    dezembro 30, 2012

    Nossa, eu quero .
    Fiquei com muita vontade de ler e parabéns a ela.

  • Jéssica Kampa
    dezembro 30, 2012

    Ju, amei a resenha, sério, eu tinha outra visão do livro, agora que você fez a resenha – que por sinal, está incrível, parabéns – fiquei até com vontade de saber o porquê dessa tal relação de amor e ódio com Amanda, hahah.
    Só vou descobrir quado ler né, então que venha a "grana" SHAUSHUASHAU
    *-*

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *